Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 02 de March de 2024
Sistema Floresta

Secretaria de Estado de Saúde Pública orienta população no ‘Dia do Não Fumar’

Por Agência Pará
Publicado em 16 de novembro de 2023 às 13:52H

Compartilhe:

Para Sespa, a data, no ‘Novembro Azul’, é mais uma oportunidade para divulgar os serviços que o SUS dispõe para quem deseja parar de fumar

“O cigarro era bom, gostoso e prazeroso, conceitos que me iludiam. Eu sentia prazer sim, mas havia ambivalência: a vergonha era vizinha do prazer. Eu tinha consciência de que cada trago que eu dava estava abreviando a vida. Gostar de fumar e gostar de viver são sentimentos antagônicos que não convivem em paz dentro do fumante”.

Professor Josué Costa parou de fumar há quatro anos

Com esse depoimento do professor Josué Costa, ex-fumante e usuário do Centro de Referência em Abordagem e Tratamento do Fumante (CRATF), a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) comemora, nesta quinta-feira (16), o Dia do Não Fumar.

Apesar de essa data ser oficial apenas no município de São Paulo, para a Sespa é mais uma oportunidade, inserida do Novembro Azul, para divulgar os serviços que o Sistema Único de Saúde (SUS) dispõe para quem deseja parar de fumar, já que 58% dos usuários do CRATF são homens.

Josué Costa parou de fumar há quatro anos. Ele disse que fumava em média 30 cigarros por dia, 350 por mês e que a decisão de parar de fumar ocorreu no dia 9 de maio de 2019. “Reuni forças para reencontrar o sentido de voltar a viver sem o desconforto do cheiro do tabaco em meu hálito, em meu corpo e em minhas roupas, em minha alma, enfim”, contou.

Josué, que também é jornalista, afirma que o primeiro passo para parar de fumar é querer e o segundo é admitir que precisa de ajuda. E buscando ajuda de quem é competente para que ele alcançasse seu propósito foi que chegou ao CRATF. “Lá, você pode encontrar a ajuda que precisa, caso seja fumante e tenha o propósito de parar com esse vício. É gente que sabe traduzir a resposta que precisamos em gestos de amor, de paciência e de ações efetivamente técnicas”, afirmou.

CRATF – O objetivo do Centro de Tratamento do Fumante é ajudar os fumantes a abandonarem o fumo, repassando informações e estratégias necessárias para direcionar seus próprios esforços nesse sentido. Lá, os usuários recebem atendimento multiprofissional e tem acesso a diversas terapias em grupo e individual.

A médica e coordenadora do CRATF, Fátima Amine, chama a atenção da população para que fique atenta às estratégias usadas pelas indústrias tabagistas. “Elas estão sempre apostando na conquista de novos fumantes, principalmente jovens, utilizando aditivos de sabores no cigarro comum. Também é preocupante o número de pessoas que estão usando os cigarros eletrônicos, acreditando que fazem menos mal à saúde, o que não é verdade, pois o cigarro contém mais de quatro mil substâncias tóxicas, começando pela nicotina que causa dependência”, alertou.

Os fumantes, comparados aos não fumantes, apresentam um risco dez vezes maior de adoecer de câncer de pulmão, cinco vezes maior de sofrer infarto, cinco vezes maior de sofrer de bronquite crônica e enfisema pulmonar e duas vezes maior de sofrer derrame cerebral. Para se ter uma ideia, de acordo com o Painel de Oncologia do Ministério da Saúde, só este ano o Pará registrou 126 casos de câncer de brônquios e dos pulmões, 202 casos de carcinoma in situ da cavidade oral, do esôfago e do estômago, e 23 casos de câncer de laringe.

Maria Luiza Pinheiro de Araújo está há um ano sem fumar

Para não entrar nessa estatística foi que a pedagoga Maria Luiza Araújo, de 71 anos, também procurou o Cratf e já completou um ano sem fumar no dia 21 de outubro. “Sou muito grata a todos servidores do Centro que nos acompanham, pois nos devolvem o viver com saúde. Só com muitas orações e eterna gratidão podemos pagar por tanta dedicação e empenho desses profissionais. Esse é meu testemunho de Fé e gratidão”, disse.

Outro bem-sucedido no programa é o usuário Guilherme Sebastião da Silva. “Parei de fumar há cinco anos e seis meses. Minha vida mudou por completo em todos os sentidos, em casa, no trabalho e no convívio com as pessoas. Agradeço de coração a todos os profissionais do Centro”, declarou.

Guilherme Corrêa há mais de cinco anos sem fumar

Ações junto aos municípios – Além do CRATF, a Sespa, por meio da Coordenação Estadual de Doenças Crônicas Não Transmissíveis (CDCNT), tem promovido capacitações nos municípios para a implantação do protocolo e diretrizes clínicas para o tratamento do fumante. “E também temos participado das ações do TerPaz com palestras educativas de combate ao tabagismo, chamando a atenção do fumante passivo e intensificando as ações de combate ao cigarro eletrônico”, informou a coordenadora da Coordenação Estadual, Sílvia Corrêa.

Qualquer pessoa disposta a parar de fumar pode ir diretamente ao CRATF, pois, além de receber usuários encaminhados das Unidades de Saúde, atende por demanda espontânea.

Serviço: o Centro de Referência em Abordagem e Tratamento do Fumante (Cratf) funciona de segunda a sexta-feira, das 77h às 17h, na Unidade de Referência Presidente Vargas, na avenida Presidente Vargas, 513, telefone: (91) 3242.5645.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend