Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 11 de April de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Sespa investiga 6 casos suspeitos de coronavírus no Pará

Por ORM
Publicado em 09 de março de 2020 às 20:46H

Compartilhe:
Fieis vão de máscaras a missa em Belém (Cláudio Pinheiro)

Seis casos suspeitos de Covid-19 estão em investigação no Pará. A informação foi divulgada no início da noite desta segunda-feira (09), por volta das 18h45, pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Em nota, a Sespa informou que, até o momento, foram notificados 15 casos suspeitos da doença no Estado, dos quais nove foram descartados. Os seis casos suspeitos permanecem em investigação no Laboratório Central do Estado (Lacen-PA) e no Instituto Evandro Chagas (IEC). 

A nota não informou de qual ou quais municípios são as pessoas com suspeita da doença, mas a Sespa garantiu que essas informações serão divulgadas em uma nova nota, na tarde desta terça-feira (10). 

O secretário de Estado de Saúde, Alberto Beltrame, passa à população uma mensagem de tranquilidade, de confiança e, sobretudo, de segurança de que as autoridades sanitárias do estado, juntamente com seus municípios, e alinhadas com o Ministério da Saúde, estão tomando todas as providências necessárias para garantir a proteção das pessoas.

“Não há necessidade de pânico, de temor ou de sair correndo para comprar máscaras ou tomar qualquer outra medida que não sejam aquelas usuais de prevenção de qualquer síndrome gripal, que são: lavar as mãos com água e sabão ou higienizar com álcool em gel, adotar a etiqueta da tosse, cobrindo a boca e o nariz com lenço de papel ao tossir ou espirrar; evitar aglomeração de pessoas, enfim, aquelas medidas usualmente adotadas para reduzir os riscos de transmissão das doenças respiratórias”, orientou o secretário.

Sobre a assistência aos pacientes, Alberto Beltrame disse que como se sabe que 85% dos casos são classificados como leves ou moderados, a maioria dos pacientes deve ser atendida na atenção primária nos municípios.

“Nós temos treinado as equipes de Saúde da Família e da Atenção Primária dos Municípios para fazer uma abordagem correta pacientes, realizando a coleta de amostras de casos suspeitos, acondicionando-as adequadamente e provendo o transporte dessas amostras até o Lacen-PA, além, claro, de tomar os cuidados de proteção individual para que os profissionais de saúde não se contaminem na execução de seu trabalho”, disse o titular da Sespa.

Ele ressaltou, por fim, que os casos considerados suspeitos  são aqueles que têm febre, tosse, coriza, algum problema respiratório e história de viagem para país com transmissão local ou sustentada de Covid-19, conforme listagem de países divulgada pelo Ministério da Saúde.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend