Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 15 de January de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Vacinação contra gripe alcança 45% do público-alvo após ‘Dia D’

Por R7
Publicado em 07 de maio de 2019 às 19:05H

Compartilhe:

Cerca de 5,5 milhões de pessoas foram vacinadas no sábado (4), ‘Dia D’ de mobilização nacional, segundo o Ministério da Saúde. Com isso, cerca de 26,9 milhões de pessoas já foram vacinadas, o que equivale a 45% do público-alvo. 
A campanha nacional de vacinação vai até dia 31 em todo o país

A vacina trivalente protege contra três subtipos do vírus da gripe (H1N1, H3N2 e Influenza B). É oferecida pela rede pública a grupos vulneráveis que são grávidas, puérperas (com até 45 dias após o parto), crianças entre 6 meses e 6 anos, idosos, profissionais da saúde, professores, pessoas com doenças crônicas, indígenas, presidiários e adolescentes que cumprem medidas socioeducativas.

Profissionais das forças de segurança e salvamento, que inclui policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas, foram incluídos na campanha deste ano.

Até o momento, as puérperas registram a maior cobertura vacinal, com 64% do grupo vacinado. Em seguida estão idosos (52,5%), gestantes (51,2%), crianças (48%) e indígenas (45,1%).

Os grupos que menos se vacinaram foram os profissionais das forças de segurança e salvamento (10,9%), população privada de liberdade (11,9%), pessoas com comorbidades (34,3%), funcionários do sistema prisional (35,8%), trabalhadores de saúde (40,3%) e professores (41,2%).

Os Estados com maior cobertura são Amazonas (88,8%), onde há surto da doença, Paraná (38,8%), Amapá (72,65%), Espírito Santo (58%), Alagoas (32,2%) e Rondônia (54,8%).

Já as menores cobertura foram registradas no Rio de Janeiro (28,11%) Pará (31,9%), Roraima (34,2%) e Acre (35,2%).

Qual a composição da vacina deste ano? 

A vacina trivalente da gripe desta temporada disponível na rede pública tem em sua composição os vírus inativados do H1N1 (A/Michigan/45/2015), H3N2 (A/Switzerland/8060/2017) e o vírus do tipo B da linhagem B/Victoria/2/87 (B/Colorado/06/2017). Nas vacinas quadrivalentes, ofertadas somente na rede privada, há a inclusão do vírus B da linhagem B/Yamagata/16/88 (B/Phuket/3073/2013).

Quem é o público-alvo da campanha de vacinação? 

A campanha nacional de vacinação contra a gripe que começa nesta quarta-feira (10) é exclusiva para grávidas, puérperas e crianças de 6 meses a 6 anos – o que é uma novidade, já que no ano anterior era até 5 anos. Após o dia 22 de abril, a campanha será ampliada para outros grupos prioritários, como idosos e doentes crônicos. O final da campanha está previsto para 31 de maio e o dia D, para 4 de maio. Vale ressaltar que a campanha teve início dia 18 de março no Amazonas, que passava por surto da doença.

Quais são os grupos prioritários? 

Grávidas, puérperas e crianças de 6 meses a 6 anos, trabalhadores de saúde, indígenas, idosos, professores e pessoas com comorbidades, além de funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade. Quem não se encaixa nos grupos prioritários só poderá tomar a vacina contra a gripe na rede privada.

Quem não pode tomar a vacina da gripe? 

Cunha afirma que bebês abaixo dos 6 meses de idade e pessoas que tenham tomado a vacina anteriormente e tenham sofrido ataque anafilático não devem tomar a vacina da gripe. A novidade este ano é que pessoas com alergia leve a ovo não têm contraindicação para tomar a vacina e com alergia severa (anafilaxia) também poderão se imunizar, porém somente em ambientes seguros, com recursos para atendimento, caso necessário, segundo o presidente da SBIm. Segundo o médico, a vacina não mudou. O que mudou foi a conduta adotada pelo Ministério da Saúde.

Posso ficar gripado depois de tomar a vacina?

Não. De acordo com o pediatra Juarez Cunha, presidente da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações), como os vírus da vacina são inativados, ou seja, estão mortos, a pessoa não ficará gripada após tomar a vacina. Entretanto, a vacina demora cerca de 15 dias para fazer efeito e, desta forma, caso a pessoa tenha gripe, pode ter sido ou pelo imunizante ainda não ter tido efeito ou porque a pessoa foi infectada antes de tomar a vacina.

Posso tomar a vacina se estiver com gripe? 

Cunha afirma que, em casos leves de gripe, ou seja, sem presença de febre, apresentando apenas tosse, a pessoa poderá tomar a vacina da gripe. Em casos moderados ou graves, o paciente deve evitar qualquer imunização até a regressão do quadro.

Tomei a vacina no ano passado. Tenho que tomar a vacina esse ano novamente? 

Sim. A vacina da gripe protege durante um ano e sua composição está sempre mudando, pois a OMS (Organização Mundial da Saúde) faz um estudo com amostras do vírus circulante em cada região, orientado a formulação da nova vacina.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend