Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 22 de abril de 2019
Sistema Floresta

Pai de paraense da base do Flamengo fala do filho e de amigos mortos na tragédia

Por Dol
Publicado em 08 de fevereiro de 2019 às 11:48H

Compartilhe:

O paraense Arthur Uchoa, 15 anos, atleta da base do Flamengo, está abalado com o que ocorreu com seus amigos de clube nesta sexta-feira (08).

Arthur Uchoa. (Foto: Reprodução)

O jogador não morava no CT do Flamengo que pegou fogo mas, de acordo com o seu pai, Armando Uchoa, o clima é de grande tristeza.

“Eles vivem como uma grande família, assim que funciona lá. Eles conviviam diariamente, então esse momento não tem sido nada fácil”, desabafou Armando.

Com as primeiras notícias do incêndio, muitas pessoas procuraram o pai de Arthur Uchoa para saber se ele estava no CT. Ele esclareceu nas suas redes sociais sobre o seu filho.

O jogador iniciou sua carreira no futsal do Clube do Remo.

PARAENSES

Os atletas paraenses que jogaram no Flamengo ainda estão sem acreditar com o que ocorreu no CT do clube. Tony Wallace, o Toninho, jogou no time rubro-negro em 98, se solidariza com as vítimas e com seus familiares e amigos. Em conversa com o DOl, ele lamentou o ocorrido e se mostra bem triste com tamanha tragédia.

Assim como Toninho, o atacante paraense Roma, vestiu pela primeira vez a camisa rubro-negra em 98.  Ele ficou por cinco temporadas no time carioca.

Para o ex-jogador os sentimentos de tristeza e comoção é generalizado. “Estou em choque e triste com essa tragédia.  Nesse momento e até difícil falar. Tem que rezar e pedir pra Deus conforta o coração das  famílias”, desabafou.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend