Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 26 de September de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Segunda fase da “Operação Silere” resulta em prisão de ex-secretário de finanças de Tucuruí

Por Floresta News
Publicado em 19 de junho de 2018 às 18:38H

Compartilhe:

Foi preso na segunda fase da “Operação Silere” (que significa Silêncio) o empresário Moisés Gomes Soares Filho, conhecido como Moisés Águia. Ele foi secretário de Finanças de Tucuruí na gestão do prefeito Jones Willian, assassinado no dia 25 de julho de 2017.
A primeira fase da operação ocorreu em abril deste ano e na época foram cumpridos mandados de busca e apreensão, inclusive na loja de Moisés Águia, além da prisão de Odair José Moraes Viana e Firmo Giroux. A operação tem como objetivo investigar desvios de dinheiro público do Instituto de Previdência dos Servidores Minicipais de Tucuruí (IPASET) e da Prefeitura Municipal de Tucuruí (PMT). A justiça quer saber quem usou os dados do prefeito assassinado Jones William, para realizar uma série de operações financeiras. Na noite do crime, quando o corpo do prefeito ainda estava no IML, seu token bancário foi usado para transferir mais de R$ 800 mil das contas da prefeitura no Banco do Brasil e no Banpará. No dia seguinte, durante o velório, a senha de Jones foi usada novamente para transferir R$ 431 mil e um dia depois do enterro foram descontados na agência do Banpará de Tucuruí um cheque de R$ 69 mil e outros dois de R$ 220 mil cada. Moisés permanece preso preventivamente em Tucuruí e não há previsão de transferência para outro presídio.
O Ministério Público e a Polícia Civil não se pronunciaram sobre o caso. Não conseguimos falar com Moisés Águia.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend