Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 16 de September de 2019
Sistema Floresta

Sobre o “atentado” ao Juiz Federal em Tucuruí

Por Floresta News
Publicado em 05 de setembro de 2019 às 12:14H

Compartilhe:

A Polícia Civil informa que na madrugada de hoje, dia 05/09/2019, em uma ação conjunta das equipes da Superintendência Regional e do NAI/Tucuruí, em parceria com o Comando do CPR IV e o serviço velado da PM, acaba de prender os nacionais César Augusto Furtado Nunes (38 anos) e Luiz Santana Almeida (25 anos), acusados de participarem do evento que ocasionou um disparo de arma de fogo no veículo particular do Juiz Federal de Tucuruí.

Inicialmente o caso foi comunicado pelo César Augusto como sendo uma tentativa de homicídio contra ele, que conduzia o veículo do magistrado no momento do disparo.

Contudo as investigações policiais se aprofundaram e chegaram a conclusão de que o César estava mentindo para esconder os crimes que acabara de praticar.

Na verdade o César Augusto utilizou, sem autorização do Magistrado, o seu veículo particular para realizar a venda de uma arma de fogo, um revólver calibre .38, ao nacional Gustavo.

No momento que o César Augusto de mostrava o funcionamento da arma de fogo, ocorreu o disparo, no interior do veículo e em direção a via pública, no bairro Beira-rio, na cidade de Tucuruí.

Mesmo após o disparo, a negociação foi realizada e o César retornou à residência do Magistrado, onde apresentou a versão mentirosa de que o veículo teria sido alvejado em via pública.

Em diligências, os policiais desmentiram a versão do César, localizaram o comprador da arma e apreenderam o armamento.

O César Augusto, o Gustavo, o revólver calibre 38 e duas munições, sendo uma deflagrada foram apresentadas na 15 Seccional Urbana de Polícia Civil de Tucuruí, onde, nesse momento está sendo lavrado o Auto de Prisão em Flagrante de ambos os acusados.

O César Augusto será indiciado pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo com numeração adulterada, disparo de arma de fogo, falsa comunicação de crime e por embriagues ao volante.

O Gustavo está sendo autuado pelo crime de porte ilegal de arma de fogo com numeração adulterada.

O Magistrado, que se encontrava trabalhando na Subseção Judiciária de Tucuruí no momento do crime, não tinha conhecimento que o César, estava utilizando o seu veículo particular.

Após a lavratura do Auto de Prisão em Flagrante, os presos serão apresentados ao Poder Judiciário Estadual de Tucuruí, passando a ficar a disposição da Justiça.

O juiz se manifestou através de nota:

Nota de Esclarecimento
A propósito de incidente ocorrido no dia 4 de setembro, em que o carro de Magistrado foi alvejado supostamente por um tiro, a Justiça Federal – Subseção Judiciária de Tucuruí esclarece que o Sr. Cesar Augusto Furtado Nunes prestava serviços eventuais esporádicos ao Juiz Federal, mas, ao contrário do que vem sendo noticiado em alguns veículos de informação, nunca foi seu funcionário.
Informa ainda que, no momento do episódio, o Magistrado encontrava-se no prédio da Justiça Federal em Tucuruí, tendo sido informado do ocorrido através de familiares.
A Justiça Federal esclarece, por fim, que os fatos estão sendo devidamente apurados no âmbito policial e ressalta que o Magistrado jamais teve absolutamente qualquer conhecimento de supostas atividades ilícitas praticadas pelo investigado.
Tucuruí/PA, 05/09/2019
Justiça Federal – Subseção Judiciária de Tucuruí

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend