O afastamento do prefeito Artur de Jesus Brito, foi determinado na tarde desta segunda-feira(13), pelo juiz de direito Pedro Enrico de Oliveira, que atualmente está respondendo pela 1ª Vara Civil e Empresarial da comarca de Tucuruí/Pa.

A ação civil pública movida pelo Ministério Público do estado do Pará, pediu o afastamento do prefeito Artur de Jesus Brito, por ato de improbidade administrativa. Além do gestor municipal, também foram afastados, o chefe de gabinete Wilson Wischansky e o secretário de obras, Florivaldo Vieira Martins.

Em entrevista por telefone, o prefeito Artur Brito, negou todas as acusações. Ainda segundo o prefeito, tudo isso, é simplesmente uma perseguição. Ainda segundo o prefeito, os contratos do empresário, seriam todos fraudados. Artur deixou claro que irá recorrer da decisão.

A denúncia foi feita por um empresário que possui contratos com a prefeitura de Tucuruí, identificado como Alexandre França Siqueira, que também entrou em contato com nossa equipe de reportagem. Em entrevista, o empresário falou que tem provas para apresentar, sobre tudo que foi denunciado.

A decisão judicial, afastou o prefeito Artur de Jesus Brito, por 180 dias.