Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 13 de April de 2024
Sistema Floresta

Natea da Policlínica de Tucuruí amplia atendimento para adolescentes

Por
Publicado em 01 de abril de 2024 às 23:51H

Compartilhe:

O Núcleo passou a atender neste trimestre, com terapia individualizada, usuários de 14 a 18 anos

Com a finalidade de prestar ao usuário um atendimento qualificado para pessoas com autismo e seus familiares, o Núcleo de Atenção ao Transtorno do Espectro do Autismo (Natea), da Policlínica Lago de Tucuruí, no sudeste paraense, vem ampliando seus serviços. A unidade já atende adolescentes de 14 a 18 anos com TEA. O serviço foi ampliado neste primeiro trimestre de 2024.

Ana Luísa, 12 anos, começou seu atendimento na unidade desde o início da instalação do serviço em Tucuruí, quando tinha 10 anos. Ela passou pelo processo do atendimento individualizado e, posteriormente, pela terapia de grupo, interagindo com crianças de faixas etárias diferentes da sua.

Durante o tratamento, ela evoluiu na socialização. Nesse período, foi observado que o mesmo não ocorreu de forma significativa em relação às outras necessidades da menina, como a comunicação verbal e o desenvolvimento de uma linguagem mais expressiva. Também foi identificado que Ana Luísa começou a perder o interesse nas atividades propostas.

Guaracy Tavares, pai da menina, contou que a equipe técnica do Natea, ao identificar a situação, propôs uma reformulação de metodologia, denominada transição de cuidados. “Essa reformulação consistiu em promover a interação com pares da mesma idade, levando em consideração a condição de adolescente dela e focando no atendimento multidisciplinar, com ênfase nas suas principais necessidades, no caso, a fonoaudiologia. Após o início desse novo formato, já consigo observar o retorno de seu interesse pelas terapias, atenção e alegria em executar as atividades propostas”, disse Guaracy.

Terapia individualizada – A coordenadora do Natea da Policlínica, Katya Barros, informou que o serviço vai atender aos usuários em dois horários semanais. “Os pacientes serão atendidos pelo Serviço de Psicologia de forma individualizada. Vão tratar também habilidades sociais, terapia ocupacional e participar de atividades com a educadora física. O acompanhamento será realizado observando o plano terapêutico individualizado”, detalhou


Foto: DivulgaçãoOs Nateas são dispositivos de saúde que oferecem atendimento qualificado para pessoas com autismo e seus familiares, idealizados pela Coordenação Estadual de Políticas para o Autismo (Cepa), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), com o objetivo de ampliar e/ou reestruturar os serviços oferecidos pelo Centro Especializado em Transtorno do Espectro Autista (Cetea), suprir a elevada demanda reprimida por atendimentos especializados, minimizar as longas filas de espera e, principalmente, descentralizar e regionalizar as práticas propostas pelo Cetea diante da lacuna de atendimento baseado em evidências científicas para TEA, observada no Sistema Único de Saúde (SUS).

O conceito de Prática Baseada em Evidências é proveniente da área da saúde, e tem como objetivo sistematizar, hierarquizar e validar estudos clínicos revisados por pares que promovam protocolos de avaliação, tratamentos e intervenções eficazes.

Serviço: A Policlínica Lago de Tucuruí é referência em saúde para moradores dos sete municípios da Região de Integração Lago de Tucuruí – Breu Branco, Goianésia do Pará, Itupiranga, Jacundá, Nova Ipixuna, Novo Repartimento e Tucuruí. O Núcleo oferece terapia, avaliação e triagem para pacientes com diagnóstico confirmado ou ainda em investigação do transtorno.

A unidade, gerenciada pelo Instituto Social da Amazônia (ISSAA), em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública, fica na Avenida Raimundo Veridiano Cardoso, nº 1008, no bairro Santa Mônica, e o funcionamento é 100% gratuito, pelo SUS, por meio da Regulação Estadual.

Texto: Ascom/Natea Tucuruí

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend