Carregando...
Ao Vivo
Carregando...
Tucuruí, 28 de October de 2021
Sistema Floresta
SBT Ao Vivo

Moradores da Vila residencial da Eletronorte seguem em protesto contra Eletronorte e Equatorial

Por Floresta News
Publicado em 03 de agosto de 2021 às 21:04H

Compartilhe:

Moradores da vila residencial da Eletronorte, em Tucuruí, seguiram em manifestação contra a Equatorial Energia e Eletronorte, durante esta terça-feira 03. O ponto de manifestação acontece na Avenida dos Amazônidas próximo ao hospital Regional de Tucuruí.

De acordo com a associação de moradores (ASMOVIPE), o serviço de fornecimento de energia das casas da vila foi privatizado sem o conhecimento da comunidade. Eles pedem audiência pública com representantes das empresas para tratar sobre o fornecimento de energia e sobre a regularização e venda das casas que pertencem à Eletronorte.

Durante a manifestação ocorrida nesta segunda feira, um caminhão da Equatorial foi retido pelos moradores, mas hoje, terça feira, pela manhã, Policiais Militares estiveram no local para dar apoio ao cumprimento da ordem de reintegração para a liberação do caminhão.

Em nota, a Eletronorte informou que, “Em relação à determinação de pagamento das contas de luz pelos moradores da Vila Residencial de Tucuruí, apenas cumpre a determinação judicial e acompanha os procedimentos necessários.

No que se refere à gestão da Vila, a Empresa está analisando as alternativas para a administração dos imóveis e, em razão disso, o processo de contratação de imobiliária está suspenso até a conclusão dos estudos em curso. A Eletronorte registra que todas as determinações constantes do processo judicial 0802459-88.2020.8.14.006 serão fielmente observadas.

A Empresa continua à disposição do diálogo com a comunidade, apenas solicita que a pauta das discussões seja discriminada previamente. Dessa forma, a Eletronorte firma o compromisso de definir, em até 48 horas, a data e o formato da reunião sobre o assunto.”

No final tarde desta terça-feira 03, em entrevista à Rádio Floresta, durante o programa fim de Tarde, Alysse Bozzebom, diretora de projeto e desenvolvimento da ASMOVIPE, disse que o movimento continua. Ela destacou que “estamos acampado esperando resposta. A nossa luta começou há quatro anos atrás, mas a manifestação desde ontem trouxe resultados importantes, possibilidade de diálogo importantes, uma equipe da associação está reunida com o Prefeito Alexandre Siqueira, algumas diretorias de Brasília também entraram em contato com nosso advogados”.

Alysse Bozzebom, acrescentou que “ainda há muita conversa, muitas reuniões agendadas, mas sem nada de concreto. A Eletronorte está começando a nos procurar pra começar novamente um diálogo, nós moradores da vila queremos algo concreto, queremos algo tangível, não queremos mais promessas. A gente quer ver acontecer o que está no plano diretor da Eletronorte que deveria ter sido apresentado de 2018 à 2021 e não foi apresentado. Nós estamos resistentes, não estamos passivos de acabar com esta manifestação, nós vamos ficar aqui até resolver a situação”.

Sobre os primeiros avanços após a mobilização dos moradores, “nós estamos muito ansiosos sobre o resultado da reunião com a prefeitura assim como todas as demais reuniões. A gente precisa de possibilidades reais, a nossa comunidade precisa estar tranquila pra chegar nas suas casas e dormir em paz, e essa situação das casa já vem tirando o sono do morador há quatro anos. A Eletronorte teve pressa e achou todos os meios rápidos pra resolver a questão da Equatorial, que ela [Eletronorte] tenha a mesma pressa e ache o meio pra resolver a questão das casa” finalizou.

Ao vivo
Floresta 104,7MHz
Carregando...

Send this to a friend